Receba nossas novidades

Cadastre seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do site.

Seis dicas sobre formas de entrega para e-commerce

Postada em 11/11/2013

Um dos maiores pilares de uma loja virtual e que também a distingue em relação ao comércio tradicional está na entrega de seus produtos. Além de ser imprescindível para uma loja virtual, a experiência de adquirir um produto e recebê-lo em casa pode ser um atrativo para os novos compradores e também para os já fidelizados. De acordo com uma pesquisa realizada pelo eBit, além dos preços baixos encontrados nos sites (58%), a praticidade também conta como um dos motivos para comprar pela internet, representando 28% de interesse.

E é exatamente por se tratar de um dos pilares de um comércio virtual que o assunto deve ser tratado com atenção. Algumas das reclamações dos clientes são justamente sobre a entrega fora do prazo, ou até mesmo a não entrega de um produto. Basta dar uma passeada no site Reclame Aqui para ver muitos clientes insatisfeitos com a demora. Em uma breve pesquisa, é possível encontrar casos de atrasos de mais de um mês de entrega e também histórias das quais a transportadora sequer existia.

Quando um caso desses acontece, as consequências vão além da insatisfação do cliente: ele deixa de comprar na sua loja e ainda espalha o mau serviço nas redes sociais. O resultado é a perda de não apenas um cliente, mas de vários potenciais clientes. Somente no primeiro semestre deste ano, o Reclame Aqui registrou um aumento de 75% de reclamações em relação ao mesmo período do ano passado, ultrapassando 254 mil reclamações.

Se você está pensando em abrir uma loja virtual e quer saber como ter uma entrega eficiente no seu negócio, ou se ainda tem dúvidas de como seu produto pode ser melhor entregue ao cliente, leia abaixo as diversas formas de entrega e veja quais se adaptam melhor ao seu e-commerce:

1 – Frete com os Correios:

Os serviços de entrega dos Correios já estão popularmente difundidos na cabeça dos consumidores, tanto pela divulgação massiva dos serviços nos comerciais, como também por já terem experimentado de alguma forma. O que a maioria não sabe é que os Correios oferecem um contrato para o proprietário de um e-commerce, proporcionando algumas comodidades, como o pagamento do frete por meio de uma fatura. Com isso, o lojista consegue obter descontos conforme o volume mensal de envio e pagar o devido valor mensalmente. Outra vantagem para quem possui contrato com os correios está no eSedex, serviço de entrega expressa dos Correios, voltado exclusivamente para compras realizadas em lojas virtuais, com o frete a preço de PAC.

Cabe ressaltar que os correios possuem limites de peso para o envio, não podendo ultrapassar 30kg de envio para encomendas nacionais e internacionais. Alguns serviços que exigem maior rapidez na entrega, como o Sedex 10, por exemplo, diminuem ainda mais esse limite, restringindo para dez quilos.

2 – Frete com transportadoras:

Ao contrário dos Correios, as transportadoras não possuem restrição de pesagem com as encomendas, sendo uma boa opção para quem vende produtos com mais de 30Kg ou com dimensões que ultrapassam o limite estabelecido pela ECT. Além disso, o risco de incidência de alguma paralisação ou greve por uma transportadora privada é menor, diminuindo uma possibilidade de atraso da encomenda.

3 – Entregas alternativas:

É interessante também criar um método de entrega alternativa, dependendo da abrangência da sua loja virtual. Se a encomenda for próxima à loja ou ao estoque, é possível diminuir o prazo de entrega com a utilização de um motoboy ou veículo próprio. A opção de retirada na loja também pode ser uma alternativa, onde o comprador realiza toda a transação financeira pelo site e retira a mercadoria no espaço físico. Em vendas com o perfil B2B, é possível também utilizar a função na loja virtual de transportadora a cobrar, onde a empresa de transporte escolhida pelo comprador retira a encomenda negociada.

4 – Cuidados com a entrega:

Lembre sempre que a sua encomenda irá passar por um itinerário em que poderá pegar avião ou encarar ruas e estradas junto com outras encomendas pesadas. Na hora de embrulhar o produto para o envio, procure reforçar sua proteção, preenchendo os espaços vazios da caixa com bolinhas de jornal ou isopor, para que a encomenda não se mova dentro da embalagem. Interessante também envolver com plástico bolha ou jornal os produtos de materiais frágeis, como canecas, porta-retratos, etc.

5 – Não prometa o que não pode cumprir:

Entregas rápidas podem ser atrativas no momento da compra, porém, tenha sempre uma margem de tempo para algum imprevisto. Encomendas que exijam maiores cuidados no embrulho, por exemplo, são casos que podem demandar mais tempo que o habitual.

6 – Seja transparente:

Nenhuma loja virtual está livre de um eventual atraso. A melhor forma para não transtornar o consumidor está na transparência com o cliente. Informe o motivo do atraso e mostre a ele que possui interesse de ajudar no transtorno. Afinal, uma boa experiência na compra deixa o cliente mais feliz e disposto a comprar novamente em sua loja virtual.


Disponível em: https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/seis-dicas-formas-entrega-commerce/

comments powered by Disqus